Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

CHUVA

02.09.20 | Sandra

3671613_S.jpg

Na tarde segurei a chávena de chá.

O céu escureceu.

Mexi distraída o açúcar.

Nuvens pesadas, cinzentas, encheram o firmamento.

Pensei em ti.

Um vento quente, agreste, soprou com força.

Tive saudades tuas.

O céu pareceu carregado de eletricidade.

Tinha que te ver, senti.

Um relâmpago ecoou com forte estrondo parecendo explodir o céu em mil pedaços.

Quis-te.

As nuvens rasgaram-se.

Fechei os olhos, abri os braços: e a chuva foi música no meu íntimo. Molhada por aquele aguaceiro que caiu com toda a intensidade, roupa colada ao corpo, descobri o que despertaras em mim: amor.

 

 

 

 

19 comentários

Comentar post