Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Balanço Feito

10.01.22 | Sandra

 

2910948_S.jpg

Agora alguns miúdos brincam na rua, as suas vozes altas e agudas pautadas por risos misturam-se ao ladrar dos cães que correm atrás da bola. A hora avança. A minha respiração está mais leve e pausada, sinto o meu corpo fresco e, imersa no jogo de luz-sombra que me acolhe no quarto onde me encontro, estou serena, tranquila.

Faço um pequeno balanço destes dias que passaram e dos que se seguirão. Repenso tanto de mim: as minhas fragilidades e capacidades. O que me torna ansiosa, e o que me faz sentir mais forte. As minhas limitações e as possibilidades que se apresentam pela frente. Os receios que me acompanham, e a minha tremenda fé no meu Deus. Tanto ainda a alcançar, tantos desafios a ultrapassar! Talvez eu avançe muito devagar. Mas avanço, e é essa a certeza que me move, tendo por objetivo final a paz - a minha e, principalmente, a de quem me importa. Se estiverem bem, eu também estarei certamente.

A tarde está a ceder devagar, mas de forma notória, as suas horas ao crepúsculo. Decido ir fazer um café e com essa bebida que evoca o exótico, fazer mentalmente um brinde em jeito de agradecimento:

Foi apenas mais um dia normal. Que bom! Obrigada meu Deus, obrigada! 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.