Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria, uns mais atuais que outros. Todos com fundo real. Imagens retiradas da internet. | Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Textos de minha autoria, uns mais atuais que outros. Todos com fundo real. Imagens retiradas da internet. | Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Sílabas à Solta

28
Ago20

DENTE DE LEÃO

Sandra

3416140_M.jpg

(Conto escrito a convite de MJP, tendo por tema A Liberdade.)

Era uma manhã de estranhas nuvens. O Dente de Leão olhava pasmado aquele ponto pequenino tombado na terra, de aspeto tão frágil mas mais brilhante que uma gota de orvalho a dormir ao sol. O ponto pequenino, sentindo-se observado, sorriu, fez uma vénia e apresentou-se: Liberdade era o seu nome. 

... as estranhas nuvens soltaram a chuva que caiu noite e dia sem parar. Rios encheram-se de vida. Campos cobriram-se de cereais. As árvores cederam o descanso dos seus ramos aos bandos de aves migratórias cansadas de voar. Animais de grande porte caminharam em fila pelo interior de densas florestas. Baleias deslizaram pelos oceanos.

Quando a chuva parou, o Sol foi fazer companhia ao Dente de Leão. Este, feliz, quis logo apresentar a sua nova amiga, a Liberdade. Contudo, não a encontrou mais ali a seu lado. Foi o vento, que passeava por ali de vestes ondulantes e mãos atrás das costas, quem esclareceu o triste Dente de Leão: a Liberdade tinha partido. Nascera o Ser Humano e a Liberdade agora já tinha onde morar: no coração de todos os homens! 

O Dente de Leão queixou-se ao vento:
- Mas a Liberdade era tão pequenina!
- O Homem tem a capacidade de fazê-la crescer para que ela possa chegar a toda a Humanidade...

Isso não convenceu o Dente de Leão:
- Tinha um ar tão frágil...
- Mas é forte. A Liberdade tem vontade própria. Quando a sua essência toca a vontade do Homem, a Liberdade consegue fazer milagres!

Indignado, o Dente de Leão bateu o pé:
- O Ser Humano não saberá o que fazer com a Liberdade!
- Mas a Liberdade saberá o que fazer com o Ser Humano! Obrigá-lo-á a crescer!

Vendo o ar duvidoso do Dente de Leão, o vento explicou:
- Lembras-te como a Liberdade brilhava? Isso acontece porque encerra em si todo o poder: a liberdade de sonhar e criar; a liberdade de errar e crescer; a liberdade de perdoar e pedir perdão; a liberdade de ensinar e aprender; a liberdade de escolher, de decidir, de lutar e conquistar. O melhor de tudo: a liberdade de amar o próximo, a natureza, o mundo, a si mesmo! 

O Dente de Leão acenou e sorriu feliz. O vento viu que a ideia da Liberdade habitar no coração do Homem tinha sido finalmente compreendida e aceite. 

Sim, era bem capaz de resultar...
Então o vento soprou o Dente de Leão. Este, sentindo no seu coração um pouco daquela liberdade que um dia conhecera, soltou com determinação as raízes que o prendiam ao solo e voou leve para longe!

17 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D