Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Insónia

26.08.20 | Sandra

1987808_M.jpg

Insónia. Mente desperta. Impaciente, desvio de cima de mim o lençol, preciso de sentir no meu corpo o ar fresco. Mas o calor dentro do quarto não ajuda. A noite vai adiantada. Subo os estores, abro a janela e debruço-me sobre o parapeito. Olhos fechados. Respiro fundo uma, duas, três vezes e reencontro-me.

Estou descontraída. A noite é fresca, jovem e bela. Através do silêncio intenso e quase palpável, olho para longe. Pressinto outros mundos, outras civilizações, outras vidas, outros seres. Tanto e tanto ainda a descobrir e a tentar compreender! Olho no céu as constelações, lembrando-me que alguns pontos brilhantes não são estrelas mas planetas. Os que não piscam. Relaxo ainda mais. Começo a sentir frio mas não me importo, o frio espicaça-me e desperta-me. Faz-me bem.

Penso na humanidade, em todas as suas forças e fraquezas, capacidades, falhas e conquistas. E em tudo o que faz parte deste mundo que conhecemos. O Homem é poderoso. Dele, partem outras coisas imensamente poderosas: o amor, a palavra e o acreditar. Cada uma dessas coisas tem o seu próprio poder e propósito, mas tem também algo em comum que as coloca num mesmo nível: são forças cinéticas, e consoante o seu uso podem ser demolidoras ou construtivas. Basta ler alguns registos que ficaram na história da humanidade: por amor, travaram-se batalhas; pelo poder da palavra, civilizações, como os Assírios, organizaram estratégias que lhes trouxeram enorme poder comercial, religioso e político; pelo poder de acreditar, aviões rasgam atualmente os céus - porque alguém, um dia, acreditou e fez! O amor, a palavra e a fé, forças que vêm através dos séculos, desde tempos primordiais, e que trouxeram o Homem até onde ele está hoje.

O céu, embora sem nuvens, está com uma luz rosada. Sinto os braços gelados e finalmente o sono a chegar. Penso no teu nome. Pergunto-me se estarás acordado e se eu, alguma vez, uma vez só, estarei aconchegada num abraço teu. Pensas em mim?

Deito-me. Revejo, apesar de amanhã estar de folga, se tenho o despertador ligado, e procuro com os pés uma zona da cama que esteja fria. Continuo a ouvir os sussurros doces da noite lá fora e a pressentir outros mundos, civilizações, outras vidas e outros seres. Alguma vez conseguirei chegar a ti como tu, em tão pouco tempo, chegaste a mim? 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Sandra

    17.10.21

    Nem imaginas como fico feliz sempre que te encontro por cá, minha amiga! Só tenho mesmo pena não conseguir estar tão presente como gostaria. Mas dentro do possível, cá se vamos encontrando e falando.
    Muito, muito obrigada pelas tuas palavras que sempre me deixam tão feliz! Tens um coração tão lindo, que tudo se torna mais belo e fácil! Dás muito sentido ao meu espaço, por isso não me canso de dizer que é como se fosse um pouco teu também! Com muitos beijinhos, e um enorme abraço, desejo-te um domingo tranquilo é bem passado, se possível, com quem amas por perto! Mil beijinhos amiga querida 🍁🌼🌷
  • Minha doce amiga,
    Estive estes dias super ocupada com família e visitas.
    Só agora consegui tirar um tempinho para visitar o teu aconchegante
    espaço, sinto-me feliz por todo esse carinho que nutres por mim.
    É um luxo fazer parte do teu maravilhoso cantinho.
    Obrigada de coração, Querida amiga!
    (Gostaria muito de ter as minhas filhas e netos mais perto,
    mas vivemos separados pelo oceano. )por isso as minhas viagens
    mais frequentes.
    Muitos beijinhos e uma noite iluminada e tranquila
    junto dos que te são mais queridos!.
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.