Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

22.09.20 | Sandra

fantasy-2879946_640.jpg

Porque, alguma vez no tempo, todos tivemos horas de cansaço...

No vazio da incerteza procuro o sono. Só nesse universo oculto poderei crer em sorrisos do mundo. Ilusões tropeçam em terra seca para caírem ao chão. O desengano deixou pegadas em caminhos que não se devem percorrer. São pontes instáveis onde rios bravos correm por baixo, derrubando passagens com os seus rasgados caudais. Desamores nascem como flores bravias entre as gastas pedras do caminho. Sigo cautelosa. E temente, no dono do mundo refugio a cansada alma. É castelo de porta aberta aquele onde habita e me acolhe. Nesse espaço seguro que me abriga, a ninguém devo provas pois o dono do mundo conhece-me como ninguém mais. Crê em quem sou, não dúvida da minha essência, envolve-me no essencial: a minha fé que me resguarda. E nesse castelo de fé, renasço, renovo-me, reinvento-me. Castelo de grossas muralhas que despeja em mim alívio e esperança. 

O meu Deus, aquele que me conhece e aceita. E que me brinda sempre com a esperança em madrugadas risonhas pois a cada dia que nasce, o sol ainda brilha, mesmo que seja acima da camada cerrada de nuvens. Vale a pena acreditar!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.