Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

PONTE

06.05.21 | Sandra

px-downloadg42b508de0a9f1c4cfdeb4ded22926ce58dd4b1

Assim és tu, ponte, uma carta de amor que liga uma margem à outra. Apoias-te em sólidos pilares que são como sólidas rochas, de braços abertos à força rasgada das águas que passam sempre por ti, sem saberem como parar. Perseguem embarcações, talvez..

Não te atravessam só gentes. Com o peso implacável das viaturas, atravessam também caprichos e humores, os vagares da passagem do tempo, toda a tua história e simbologia, e o imenso espanto de quem te conhece pela primeira vez, mesmo que te venha a amar muitas outras vezes depois.

E resistes, resistes sempre, boémia, marginal, inspirando poetas, fotógrafos, cantores, amantes e pintores.

Como ser de outra maneira, se tão bela és tu, e tão bela é a paisagem que te suporta, a panorâmica que te acolhe nas longas horas do dia? Ponte, duas margens de mãos dadas, tendo a teus pés a derradeira admiração e o espanto absoluto de quem te olha com os vagares de um caprichoso amor.

 

45 comentários

Comentar post

Pág. 1/3