Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Ponte

06.05.21 | Sandra

px-downloadg42b508de0a9f1c4cfdeb4ded22926ce58dd4b1

Exibe-se orgulhosa a ponte, resistindo com firmeza aos vagares da passagem do tempo, às estações do ano que deixam as suas marcas, a toda uma história e simbologia. Anfitriã boémia e marginal, acolhida pelas almas de poetas, fotógrafos, fadistas, amantes e pintores, envolve-se a ponte com as sombras das nuvens, os rumores da paisagem que a carrega no colo, e a ousada panorâmica que luta pela sua atenção.

Como uma carta de amor que vai de uma margem à outra, resgata de forma inegável o olhar de quem a vê pela primeira vez, enquanto se deixa atravessar por humores, compromissos, devaneios, a loucura da sobrevivência. E no fim de tudo, é como se fosse sempre a primeira vez...

Como ser de outra maneira? É a Ponte, duas margens de mãos dadas, tendo a seus pés a derradeira admiração e o espanto absoluto de quem a olha com os vagares de um caprichoso amor. E permanece sempre, fundida no azul e no verde, na frescura rasgada das águas que já não sabem como abrandar. Perseguem embarcações, talvez...

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Sandra

    09.05.21

    uau, tão lindo! Que poema esse teu, adorei!!! Obrigada de coração ppr deixares aqui essa tua inspiração sempre única! Mil beijinhos, um lindo domingo, meu amigo 🌼🌷
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.