Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

POR MAGIA

10.09.21 | Sandra

2069_S.jpg

Desenha-me
na tua folha
de papel branco, liso,
sentido;
desenha-me
nua, crua, tua!
Traça os meus traços,
desejos, abraços,
pedaços,
nas paletes tuas
e pinta-me
com as cores que tu quiseres!
Azul céu, mar seda de oeste;
amarelo girassol, tom mulher;
verde folha, campo poema;
vermelho cereja, sílabas à solta;
branco, vasta cama ao sol...

Define tu as cores
e pinta-me
tu, que me desenhaste,
simbólica eu, por inteiro,
alfabeto primitivo, o primeiro,
nas cores do tudo e do nada!
Olha-me depois nessa folha
que tu usaste em infinito;
pega-a agora em dedos teus:
dobra aqui,
vira ali,
vinca o papel
na forma de um avião
e lança-o do alto, ao alto!
Verás:
no calor bruto do dia 
serei tua,
por magia!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.