Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Procuro-te

03.05.22 | Sandra

1085753_S.jpg

Pressentimentos levam-me a ti. Em passos indecisos chego ao teu nome. Tímida, deixo-te palavras fugazes. Sempre tu. Nem sei outro caminho que não este...

Estou aqui, dentro de um silêncio que é todo teu, quando o sol espanta o fluir da escrita que se dissolve nua no papel.
Pressente-me. Procura-me. Lê-me nas evidências escondidas. Sou o não dito, os sentimentos derrubados como sílabas à solta em entrelinhas disfarçadas de nada.

Chama-me naquele segundo efémero em que a poesia e prosa se entrelaçam, e o amor se cumpre. Um apelo teu feito flor do campo que me envias. Guardarei na minha pele cada pétala caída das palavras que me deres.

E procuro-te, procuro-te sempre.

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.