Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

SAÍDO DO NEVOEIRO

09.12.20 | Sandra

407252_M.jpg

Há momentos capazes de mudar toda uma existência. Quando esses momentos acontecem, passado, presente e futuro fundem-se num tempo só. Porque esses momentos são raros pela magia e intensidade que libertam.

São momentos de reencontro. Trazem consigo o cheiro da terra molhada pela primeira chuva que cai. Seduzem como as luzes de uma cidade à noite, vistas de um ponto muito alto. Serenam como o som do sino da igreja a tocar lá ao longe na aldeia. Deslumbram como constelações de estrelas imensas, com nomes de deuses. 

Há momentos que, pelo seu raro encanto, são capazes de num único e mesmo segundo fazer alguém sentir-se simultaneamente grande e pequenino, forte e frágil, poderoso e fraco. Quando o universo parece abrandar e a roda da vida permanece imóvel no céu.

Momentos únicos que fazem o princípio e o fim confundirem-se. Formas abstratas. É como chegar a um lugar ao qual nunca se foi antes e sentir estar a regressar finalmente a casa.

É como olhar um rosto pela primeira vez; e adorá-lo, ainda antes de todos os Porquês! É como amar um filho, filho meu...

Há momentos assim, em que somos tudo e nada. Esses momentos podem andar por uma rua qualquer, podem passear-se por um jardim bem cuidado, podem até estar à varanda olhando enamorados um barco que ao longe, no rio, parece tão pequenino e desamparado.

São momentos bons e só nossos, feitos daquilo que nos faz sorrir, sonhar, acreditar, agradecer aos outros, a Deus. São momentos que despem devagar a alma, como se fossem a lembrança de um rosto quase místico, que parece saído do nevoeiro.

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Sandra

    08.02.21

    E a vida, é, no fundo, os bons momentos que se vivem, recordam, sonham. Grata🌻
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.