Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Se Tiver Que Chover, Que Chova

26.11.21 | Sandra

20211010_151550.jpg

E se tiver que chover,
Que chova!
Que do céu cinzento
Interrogativo, calado,
Chovam poemas antigos,
Tempos distantes,
Músicas de outrora!
Que se soltem odores
E se abram cores
Na superfície dos meus sentidos
Que inocentes a ti se rendem.

Se tiver que chover,
Que chova!
Que a chuva seja gradação,
O derradeiro toque teu,
(Convergente, divergente)
Que escorrega habilidoso
Por esquinas minhas 
E ruas sem nome,
Neste meu corpo de menina-mulher 
Que não precisa de mapa ou bússola
Para saber que perfume
A terra liberta no ar
Quando a chuva a molha;
Ou que aromas trazes tu
Dos céus e trovoadas
De lugares longínquos,
Onde um xamã celebra a dádiva da vida...

Se tiver que chover,
Que chova!
Chuva promiscua, insolente,
Atrevida, obediente!
Que pássaros cantem
E trevos brilhem
Nos relvados cerrados
Ou entre as pedras da calçada!
Que se pintem telas,
Se escrevam sonetos,
Que amantes se declarem! 
E que a chuva sejas tu
Em toda a tua dimensão,
Sílabas precipitadas em mim
Num lindo dia de amor indefinido!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Sandra

    27.11.21

    Ou então, tirar uma daquelas fotos incríveis que sempre tiras mil beijinhos, Manu, lindo fim de semana 🌼
  • Comentar:

    Mais

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.