Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

Sílabas à Solta

Textos de minha autoria. Imagens retiradas da internet. Qualquer reprodução dos meus conteúdos deve ser sempre feita com referência à minha autoria.

SEMPRE

15.11.20 | Sandra

1938677_M.jpg

Se a lua trespassa estrelas e na noite, só, entrego-me a elas, nada sou mais além que tua, horas soltas, presas ao teu Tempo! Oiço-te. Ecos teus ressoam em mim as dúvidas tuas. Dou-te o amor que frágil, toda eu sou, e a noite ecoa este render de alma que te faço. Brilhos foscos de limbos desamparados rumam a um firmamento quebrado! Afinal, o tempo passa. Unicamente o amor todo de mim te dou; mas de ti, meu amor, como o pedir para mim, também? Amor sentirei, mas o que te darei desse sentimento, a ti, sem estares para o receberes?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.