Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Sílabas à Solta

POESIA | PROSA POÉTICA

Ser Primavera Outra Vez

01.04.22 | Sandra

3416140_M.jpg

E foi Primavera outra vez,
Com as sombras das nuvens a passarem ligeiras por campinas cheias de verde,
E o negro das asas das andorinhas a rasar o branco dos campanários da aldeia.

Resquícios do inverno ainda se faziam sentir na dormência da madrugada orvalhada,
E no negrume do universo longínquo e dolorosamente calado, constelações ainda trocavam de lugar...
Mas foi Primavera outra vez,
Mudou a hora,
E o vento gélido partiu qual guerreiro templário de outrora,
Cavaleiro a conquistar reinos de nomes estranhos e terríveis dragões.

O calor do novo sol tocou o Dente de Leão.
Este,
Sentindo no seu coração um pouco daquela liberdade que sentira quando era apenas semente aberta à vida,
Soltou com determinação as raízes que o prendiam ao solo,
Fez-se poeta,
E  voou leve para longe ao sabor da brisa!
Era tempo de ser Primavera também.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.